18.9.14

Fórum Coimbra (Coimbra)


Fórum Coimbra

(Fotografia retirada de anossacoimbra.blogspot.pt)

O Centro Comercial Fórum Coimbra foi inaugurado a 26 de Abril de 2006. Possui 3 pisos e 6 salas de cinema com um total de 1500 lugares. O complexo de salas de cinema é gerido pela empresa NOS.

Localização: Av. José Bonifácio de Andrada e Silva nº 1

14.9.14

Dolce Vita (Coimbra)


Centro Comercial Dolce Vita em Coimbra

(Fotografia retirada de olhe.pt)

O Centro Comercial Dolce Vita de Coimbra, foi inaugurado em Abril de 2005. O centro é contiguo ao Estádio Cidade de Coimbra, embora não tenha sido construído ao mesmo tempo, sendo inaugurado no ano seguinte. O complexo de cinemas possui 10 salas e é gerido pela empresa NOS. 

Localização: Rua General Humberto Delgado nº 207

Espaço Guimarães (Guimarães)


Fachada do Centro Comercial Espaço Guimarães

(Fotografia retirada de www.rodriguescamacho.com)

O Centro Comercial Espaço Guimarães foi inaugurado a 3 de Novembro de 2009. Possui 5 modernas salas de cinema exploradas pela empresa Castello Lopes.

Localização: Rua 25 de Abril nº 210 - Silvares - Guimarães

10.9.14

Theatro Circo (Braga)


 Fachada do Theatro Circo

 Interior da sala principal

Vista geral da sala

(Fotografias retiradas de oasisescoladeserto.blogspot.pt; www.skyscrapercity.com e bragamaior.blogspot.pt , respetivamente)

O Theatro Circo, em Braga, é uma das mais belas e imponentes salas de espetáculos do país. Foi inaugurado como teatro a 21 de abril de 1915, projetado pelo arquiteto João de Moura Coutinho. A sua capacidade inicial era de 1500 lugares, o que fazia dele um dos maiores do país. Na década de 20, tal como sucedeu com vários teatros portugueses, tornou-se Cine-Teatro. O sucesso do cinema começava a suplantar o teatro e foi sem surpresa que o Theatro Circo foi dotado de uma moderna instalação de cinema sonoro nos anos 30. O cinema gozou de grande popularidade até aos anos 80, quando o aparecimento da televisão a cores e dos clubes de vídeo acabou por ditar o seu declínio. Em 1988, a Câmara Municipal de Braga adquiriu o imóvel. Em 1999, arrancaram as obras profundas de requalificação e restauro. A 27 de outubro de 2006 o renovado Theatro Circo abria portas. As principais alterações foram a redução da lotação da sala principal para 899 lugares por motivos de segurança, a criação de uma nova sala auditório com 236 lugares, uma nova sala de ensaios, uma livraria de artes, e um restaurante. A partir de setembro de 2011, através da empresa Medeia,  as sessões de cinema regressaram de forma regular ao Theatro Circo.

Localização: Av. da Liberdade nº 697


6.9.14

Cinemax (Braga)


Braga Shopping

(Fotografia retirada de www.guiadacidade.pt)

O Braga Shopping foi inaugurado em Dezembro de 1996. Localiza-se no centro da cidade de Braga e tem 3 pisos de lojas, com um salão de jogos e um complexo de salas de cinema. As 5 salas de cinema são designadas por Cinemax.

Localização: Av. Central nº 33

4.9.14

Braga Parque (Braga)


Centro Comercial Braga Parque

(Fotografia retirada de olhe.p)

O Braga Parque é o maior centro comercial da cidade de Braga. Foi inaugurado em Maio de 1999 e ampliado em Novembro de 2007. O complexo de salas de cinema é um dos maiores do norte do país e é explorado pela empresa NOS.

Localização: Av. dos Congregados

31.8.14

Portugal de lés a lés

Depois de passar a pente fino os cinemas de Lisboa e Porto e respetivas áreas metropolitanas, segue-se o resto do país. O Cinema Aos Copos vai agora percorrer Portugal de Norte a Sul.

24.8.14

São José (Póvoa de Sto. Adrião)


Auditório Municipal, antigo Cinema São José

(Fotografia retirada de boacamaboamesa.expresso.sapo.pt)

O Cinema São José foi uma antiga sala localizada na Póvoa de Santo Adrião, em Odivelas. Teve um relativo sucesso durante o seu tempo de atividade. Depois de encerrar por volta de 1990, esteve desativado vários anos, até ser recuperado e transformado em Auditório Municipal. Infelizmente viria a ser encerrado de novo, devido a falta de programação, eventos e alguém que apostasse nele.

Localização: Rua Padre José Anchieta

23.8.14

Cine Odivel (Odivelas)


(Fotografia retirada de cinemasparaiso.blogspot.pt)

O Cine Odivel, é uma pequena sala localizada naquele que foi o primeiro centro comercial de Odivelas. Inaugurado em 1977, o Centro Comercial Kaué e a sua sala de cinema foram muito populares durante os anos 80. O aparecimento de outros centros comerciais mais modernos e de maiores dimensões retirou muito fulgor ao Kaué, mas o Cine Odivel resistiu de forma heróica até 2004. A sala foi renovada e reabriu em 2011 com o nome de Auditório D. Dinis. 

Localização: Rua Major Caldas Xavier nº 52

22.8.14

Malaposta (Olival Basto)


Centro Cultural Malaposta

(Fotografia retirada de uf-povoaolival.pt)

O Centro Cultural Malaposta localiza-se no Senhor Roubado, freguesia de Olival Basto e Póvoa de Santo Adrião, no concelho de Odivelas. Foi inaugurado a 2 de Dezembro de 1989 e é, desde então, um importante pólo cultural em Odivelas. A sua programação é composta por ciclos de cinema, teatro, música, dança, exposições, cursos de oficina de teatro, etc. Os ciclos de cinema são bastante regulares, com programação mensal. O edifício onde se encontra o centro cultural foi, em tempos idos, um matadouro, sendo recuperado após vários anos de abandono. A origem do nome deve-se à função original do mesmo que foi construído para ser uma estação do serviço de transporte da Mala-posta. A Mala-posta foi um serviço de transporte de passageiros e de malas de correio que funcionou durante a segunda metade do séc. XIX. As carruagens puxadas por cavalos faziam a sua última paragem neste posto, localizado em frente às Portas de Carriche. A muralha que delimitava a cidade de Lisboa possuía várias portas ao longo de diversos kms de extensão onde eram pagas as taxas sobre as mercadorias que entravam na capital e as autoridades fiscalizavam quem entrava e saía. As principais portas eram, para além das de Carriche com acesso à atual Calçada homónima, as Portas de Algés, as Portas de Arroios e as Portas de Benfica. Em todas existia um posto da guarda fiscal. Na estação do Olival basto, homens e animais descansavam após longas viagens, antes de enfrentarem o último desafio de subirem a íngreme Calçada de Carriche rumo ao centro da capital. Ainda podem ser vistas em parte da fachada do Centro Cultural as argolas metálicas usadas para prender os animais. Originalmente, existiam 26 portas ao longo de 20 kms de muralha. A maioria foi demolida durante o final do séc. XIX e início do séc. XX. Apenas sobreviveram as Portas de Benfica e as de Algés. Em 1922, os limites fiscais do concelho de Lisboa foram abolidos e as Portas de Algés bem como a maior parte da muralha foram também demolidas. Apenas sobreviveram até aos nossos dias as Portas de Benfica e uma parte da muralha no limite norte que atravessa a Ameixoeira, Calçada de Carriche e Serra da Luz.

Localização: Rua de Angola