20.10.10

Cine-Teatro Joaquim de Almeida (1925 - 1939)


Fotografia do Cine-Teatro no início do Séc. XX

(Fotografia retirada do livro "Os Mais Antigos Cinemas de Lisboa")

O Cine-Teatro Joaquim de Almeida foi construído graças ao esforço de dois conhecidos actores de teatro dos anos 20: Francisco Judicibus e Casimiro Tristão; que conseguiram com a ajuda de três sócios capitalistas erguer uma excelente sala de espectáculos. Foi escolhido para nome de baptismo o do actor Joaquim de Almeida a quem os seus colegas quiseram prestar homenagem. Inaugurado em 1925, a sua exploração teve sempre sessões de cinema em conjunto com peças teatrais. Era um edifício com uma beleza sóbria tanto no interior como no exterior e com instalações cómodas. Ficava situado na esquina entre a Rua do Sol ao Rato e a Rua de São Bento, virado para a futura Av. Álvares Cabral ainda em início de construção. O terreno era alugado à câmara que ali permitiu a construção de uma sala de espectáculos. Apesar da localização relativamente afastada do que na altura era considerado o centro da cidade e onde se encontravam na época a maior parte das salas de espectáculos, gozou sempre de grande popularidade tanto a nível teatral (por lá passaram grandes nomes do teatro português), como nas sessões de cinema. Nos anos 30 em consequência do alargamento da Av. Álvares Cabral a C.M.L. reclamou os terrenos e posteriormente acabaria por demolir o imóvel alegando um interesse maior que seria o desenvolvimento urbanístico da zona, apesar dos pedidos insistentes por parte das pessoas ligadas às artes para que o mesmo fosse considerado imóvel de interesse público.


Localização: Rua de São Bento

Sem comentários:

Publicar um comentário