1.7.12

Águia D´Ouro (Porto)

Fachada do Cinema Águia D´Ouro

Fachada do Hotel que atualmente ocupa o edifício do antigo cinema

(Fotografias retiradas dos sites grandeportoonline e cinemasdoporto)


Em janeiro de 1839, o Águia D'Ouro abriu as suas portas como café, tendo sido frequentado por clientes famosos como Camilo Castelo Branco e Antero de Quental. Aínda no século XIX passou a existir um teatro que partilhava com o café o espaço do edifício, embora as entradas fossem separadas. Em agosto de 1907 foram levadas a cabo as primeiras sessões de cinematógrafo e em 1908 o teatro acabaria por dar lugar ao cinema. Em 15 de setembro de 1930 inaugurou o cinema sonoro com o filme "All That Jazz". Em 7 de fevereiro de 1931, e após obras de remodelação, viu o interior modernizado e ganhou uma nova fachada. O Águia era nos anos 30 considerado uma das melhores salas do Porto.
Durante os anos 80 o café viria a falir e a ausência de espetadores ditou o encerramento do cinema em dezembro de 1989. Durante duas décadas o edificío foi votado ao abandono atingindo um estado de ruína bastante acentuado. Durante este período foi comprado pela empresa Solverde com o objetivo de ali abrir um Bingo, mas o  projeto foi reprovado pela Câmara. Finalmente, em agosto de 2006 a Solverde põe o imóvel à venda e o mesmo viria a ser adquirido por uma cadeia de hotéis que após obras de restauro da fachada e renovação do interior fez renascer das cinzas o edifício. Em outubro de 2011 o novo Hotel abriu portas. Na decoração do interior podem ser vistas algumas peças recuperadas dos escombros, tais como, suportes de partituras, microfones, bobines de filmes e posters entre outros.

Localização: Praça da Batalha nº 32



Sem comentários:

Publicar um comentário