14.8.10

Foz (1914 - 1929)


Interior do Salão Foz

Aspecto do Interior do Salão Foz

(Fotografias Retiradas do Livro "Os Mais Antigos Cinemas de Lisboa")


Depois de ter sido responsável pela abertura do Salão Chiado e do Salão Central, Raúl Lopes Freire viria a inaugurar a 30 de Novembro de 1914 o Salão Foz. Tal como o seu vizinho Salão Central, estava localizado dentro do complexo do Palácio Foz nos Restauradores, do qual adoptou o nome. Era inicialmente uma sala apenas com lugares de plateia e dedicada em exclusivo ao cinema, mas devido ao número crescente de frequentadores e ao aumento da sua exigência viria a sofrer uma remodelação completa. A 6 de Outubro de 1916 reabre ao público com um assinalável aumento da capacidade dos lugares da plateia e com um novo balcão superior que circundava a sala e onde sobre um dos lados se abriam amplas janelas com vista para o pátio do palácio. A juntar a todas estas alterações a sala passava a ter um palco amplo que lhe permitia receber um leque maior de espectáculos, como representações teatrais e musicais. Desta forma a rentabilização da sala tornava-se muito maior. A 17 de Agosto de 1918 passa a ser arrendado por Arthur Emaúz que já era responsável pela gerência do Chiado Terrasse e do Salão Trindade. Sob a nova gerência o Salão Foz introduziu os espectáculos de variedades na sua programação fazendo deles o seu cartaz principal relegando para segundo plano as exibições cinematográficas, tomando as características de um verdadeiro music-hall. A 29 de Janeiro de 1929 o Salão Foz desaparece tragicamente consumido por completo por um violento incêndio.


Localização: Calçada da Glória nº 9

Sem comentários:

Publicar um comentário