11.12.09

São Luiz (1911 - 1965)

Interior do São Luiz

Planta da Sala

Teatro São Luiz na actualidade

(Planta e Fotografias retiradas do Arquivo Municipal de Lisboa e do livro "Os Mais Antigos Cinemas de Lisboa"))


O São Luiz alternou ao longo da sua vida as funções de Teatro e Cinema. Foi inaugurado em 22 de Maio de 1894, tendo então o nome Teatro Dona Amélia. O projecto do arquitecto francês Louis Reynaud, conferiu-lhe um ar "parisiense" e cosmopolita. Localizado no Chiado, que era o centro intelectual e cultural da cidade, foi um sucesso logo de início. A sua lotação para 939 espectadores conferia-lhe estatuto de gigante. As primeiras projecções de animatógrafo lá realizadas datam de 1896 mas só em 1911 começou a partilhar regularmente o cinema com o teatro.
Com a queda da monarquia e fuga da família real em 1910, a sala é rebaptizada, passando então a chamar-se Teatro República.
Em 1914 um incêndio destruiu por completo o teatro. Foi reconstruído pelo arquitecto Tertuliano Marques seguindo a traça original, tendo a sala sido reaberta a 16 de Janeiro de 1916.
Em 1928 o teatro foi novamente remodelado, desta feita para adaptação a cinema, passando a chamar-se São Luiz Cine, tendo estreado com a projecção do filme "Metropolis", de Fritz Lang. Em 1930, foi modernizado, passando a ser o primeiro cinema sonoro de Portugal.
A partir de 1960 o cinema começou a perder público, o que levou ao regresso, sem sucesso, do teatro. Em 1971, já quase sem público, a sala acabou por ser comprada pela Câmara Municipal de Lisboa, passando a ter o nome de Teatro Municipal de São Luís. Inicia-se então um longo período de altos e baixos, em que nenhum projecto cultural consegue trazer à sala a importância de outrora.
Em 1998 é iniciada uma grande obra de remodelação e ampliação do teatro. É remodelada a sala principal, o palco e são criadas novas zonas de apoio - uma sala estúdio, um café-concerto e um restaurante.
Actualmente é um dos principais pólos culturais de Lisboa.

Localização: Rua António Maria Cardoso

Sem comentários:

Publicar um comentário